Central do Brasil

Um dos filmes de maior sucesso nacional

Central do Brasil foi lançado no cinema nacional e em diversos países no ano de 1998, sendo um dos filmes nacionais de maior sucesso e repercussão mundial. Concorrendo a vários prêmios internacionais e ganhando alguns, concorreu ao Oscar de melhor filme do ano e de melhor atriz para a grandiosa Fernanda Montenegro.

O filme Central do Brasil foi dirigido pelo diretor Walter Sales e produção de Arthur Cohn e Martine de Clermont-Tonnerre, além do roteiro de João Emanuel Carneiro.

A trama se passa pela personagem Dora Teixeira (Interpretada pela Fernanda Montenegro),uma professora já aposentada que trabalha na estação de trem chamada Central do Brasil localizada no Rio de Janeiro. Dora tem uma banquinha para complementar sua renda escrevendo cartas para pessoas analfabetas em troca de dinheiro.

Em mais um dia de calor na estação Central do Brasil, Dora recebe Ana (interpretada pela Sôia Lira) e seu filho Josué (interpretado pelo ator Vinícius de Oliveira) com o intuito da mesma escrever uma carta para o seu marido que também é pai de Josué. Ao fim do serviço, Ana sofre um acidente e morre deixando orfão Josué que ainda é uma criança de 9 anos.

Josué sem ter um lar vê como a única opção morar na estação de trem, Dora se comove com a situação do garoto e decide ajuda-lo a rencontrar seu pai que sem saber de nada encontra-se no árido sertão do nordeste.

Dora Teixeira junta o pouco de dinheiro que possui, compra passagens para ambos e partem em viagem para encontrar o pai de Josué. Entre contra-tempos e dificuldades, Dora se depara com a vida sofrida de um povo miserável, mesclando suas condições precárias seus sonhos de melhorar de vida para si e sua família.

O contexto se baseia na vida de milhões de brasileiros que migram da pobreza extrema e vasto desemprego do nordeste para os grandes centros em busca de um sonho, de criar seus filhos com mais dignidade e ajudar o resto de sua família que ficou para trás em sua terra natal, sem se preocupar com a cruel verdade, que é apenas mais um sem qualificação se tornando presa fácil dentro de uma metrópole que pouco tem pena de pessoas que precisam de ajuda devido ao seu sistema, onde um precisa passar por cima do outro para ter alguma chance na vida.

Central do Brasil foi uma parceria entre Brasil e França que deu muito certo. As filmagens rodaram no Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco e Bahia, e durou (pasmem) apenas nove semanas.

O filme foi orçado em U$2.9 milhões e arrecadou U$22 milhões em bilheterias, um sucesso que perdurou por muitos anos até outra produção nacional desbanca-lo em receita. Para muitos Central do Brasil continua sendo o maior filme nacional de repercussão internacional, e ainda insuperável devido ao impacto causado.

Trailer: